quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Partido Socialista Francês - a confusão!






Parece que está gerada a confusão no PS Francês. A margem de vitória de Aubry sobre Sególene é infima. Parece que exsitiram inúmeras irregularidades no escrutinio. A candidatura de Segolene Royal pede uma nova votação. Martine Aubry , por seu lado, já se assume como lider do partido.
Considero que, dada a diferença pequenissima de votos entre as duas candidatas, seria razoável uma nova votação para dissipar todas as dúvidas. Não é positivo para os socialistas franceses esta troca de acusações. A união do partido é fundamental para este ser uma alternativa consistente à direita de Sarkozy. Esta imagem de desunião só descredibiliza os socialistas perante os eleitores. A França precisa de um Partido Socialista forte e unido. Não um Partido Socialista, como tem sucedido nos últimos anos, autodestrutivo,dividido em várias facções que, em vez se preocuparem em construir uma projecto alternativo de governação, perdem tempo em constantes lutas pelo poder interno.
Pela minha parte, se fosse militante do PS de França votaria em Sególene Royal. Obteve um bom resultado nas ultimas presidenciais e considero que tem uma visão adequada do que deve ser Partido Socialista no Século XXI: um partido moderno, não agarrado a dogmas do passado, com propostas politicas realistas, que tenham como objectivos fundamentais a promoção da igualdade, da justiça social, da solidariedade e de um desenvolvimento sustentável.







1 comentário:

Renato André disse...

Já que ninguém responde aos meus posts (LOL), respondo eu a ti. E saúdo o teu regresso, camarada!!! :) Porque raio os partidos entre os quais se faz a partilha de poder, nos países europeus, estão sempre em guerrilha interna pelo poder, quando as coisas correm mal?...